NOVA JUSTIÇA, MAIS CIDADANIA

Atualizado: 8 de abr. de 2021


Diante da perspectiva de o Brasil alçar as anunciadas mudanças institucionais neste início de 2019, pelo que tanto a população anseia, a TV Nossa Justiça – TVNJUS inaugura um redirecionamento em suas atividades, no sentido de contribuir para que os mecanismos judiciários venham a ser aperfeiçoados de forma célere e concreta, tendo em vista que não é mais suportável a lentidão na solução dos processos em todos os níveis jurisdicionais, na contramão dos mandamentos inscritos na Constituição Federal.

De acordo com o relatório do CNJ – Justiça em Números 2018 (veja o relatório aqui), em 2017 o Poder Judiciário teve despesa total de quase R$91bi e contou com a força de trabalho de 448.964 pessoas, entre 18.168 magistrados, 272.093 servidores e 158.703 auxiliares. Desse total, um percentual de 57% das despesas totais (R$52bi) foi usado para as despesas com a Justiça Estadual que usou quase 300mil pessoas no trabalho, sendo 12.417 juízes.

Os números, apesar de alarmantes, d


emonstram o quanto ainda é necessário investir no Poder Judiciário para ser possível atender à nossa população que já passa dos 208 bilhões de pessoas. Afinal, 12mil magistrados para atender toda essa população, se cada um dos brasileiros decidisse fazer um processo judicial neste ano de 2019, seriam mais de 16milhões processos para serem julgados por magistrado.

Nosso país é imenso! Ser grande custa caro e exige mais organização. A TV NOSSA JUSTIÇA prontifica-se a prover gratuitamente meios digitais adequados para operadores do Direito e cidadãos manifestem-se para apontar possíveis falhas na tramitação das causas, ou para oferecer sugestões que levem ao aprimoramento da máquina judiciária.

Afinal, o Brasil está em rota de profundas mudanças institucionais, portanto, é hora de se dignificar a prestação dos serviços públicos inerentes UMA JUSTIÇA CAPAZ DE ATENDER AOS RECLAMOS DA CIDADANIA.